6 de jan de 2012

Mii da Semana (um milhão de anos depois): Mr. Bean

Este é um Mii até bem antigo, já tenho ele no Wii há muito tempo. Mas é impressionante como que algumas pessoas são tão caricaturizáveis que mesmo em forma de Mii são imediatamente reconhecíveis. Mr. Bean, personagem criado e interpretado por Rowan Atkinson, é uma dessas.


Enjoy! ☺

E o Circle Pad Pro?

Fontes: Kotaku, Kotaku Brasil, Wii Clube, POP, Nintendo Charged [2], Nintendo Everything, The Verge, IGN.


Lá no início de setembro o rumor de que o Nintendo 3DS iria ganhar um novo slide pad foi confirmado. Você já deve ter visto o novo acessório pelas interwebs em algum site, mas eu não tinha postado sobre ele aqui no blog antes. Como falta quase um mês para ele ser lançado nos Estados Unidos, nada mais justo que falar um pouco dele aqui. E a primeira impressão, claro: é um acessório muito feio. Uma protuberância do console que fica exposta mesmo com o videogame fechado.
Lançado no dia 10 de dezembro no Japão, já tem muita gente do lado de cá do planeta que importou o acessório e fez um review usando o alfabeto latino. Como você pode ver nas imagens a seguir, o Circle Pad Pro tem um analógico na altura do analógico nativo do console, além de três botões superiores: R, ZR e ZL. Esses dois últimos são botões novos; já o R é só uma extensão do R do 3DS, que fica difícil de ser alcançado com o acessório em uso. E não existe um L no Circle Pad Pro porque o L é alcançável, mesmo com o add-on em uso.





Algumas pessoas comentaram que o analógico do Circle Pad Pro é ligeiramente mais rígido que o do 3DS. Mas eu imagino que seja porque o do 3DS já foi usado muitas vezes. Eu certamente vou sentir diferença entre os dois, e espero do fundo do coração que nenhum deles fique frouxo igual à alavanca analógica dos controles do Nintendo 64. Dizem também que as posições do botão R do acessório e do L do 3DS não são simétricas, mas que isso não atrapalha nada. O que pode incomodar um pouco é o fato de os botões A, B, X e Y ficarem mais distantes do dedo. Eu li também que a maneira de se segurar o 3DS com e sem o add-on é bem diferente, mas que mesmo assim, o Circle Pad Pro é muito confortável e surpreendentemente leve.
Ele usa uma única pilha AAA (que dura 480 horas no acessório, de acordo com o manual!) e se comunica com o console por infravermelho. E é sobre isso que eu vi mais reclamações: a porta de comunicação via infravermelho fica numa barra de plástico que tampa exatamente o comprimento do slot da stylus e do cartucho (como é notável em uma das fotos anteriores). Ou seja: você não pode tirar ou colocar a stylus no 3DS nem trocar de jogo enquanto o acessório estiver em uso. Eu não ligo de não poder trocar o jogo, mas eu pego e guardo a stylus com muita frequência. Vamos ver no que vai dar.
No Japão, o Circle Pad Pro foi lançado com o Monster Hunter Tri G, e é no menu do jogo (e não no menu do 3DS) que se conecta o console ao acessório, assim como se calibra o analógico extra etc. Uma coisa legal é que o Monster Hunter dá ao jogador a opção de usar ou não o acessório. Então, quem quer comprar o jogo, mas não o acessório, ainda pode se divertir (apesar de provavelmente ser muito mais legal usar o Circle Pad Pro). Mas uma desvantagem é que de vez em quando, ao se colocar o 3DS em sleep mode, a conexão com o acessório é perdida, fazendo com que seja necessário voltar ao menu inicial do jogo para reconectá-lo.
Veja algumas imagens mais detalhadas de The Verge (clique no link para ver mais imagens).






O Circle Pad Pro chega nos Estados Unidos no dia 7 de fevereiro, custando US$19,99, e suas vendas serão exclusivas da GameStop. Além de Monster Hunter Tri G, também serão compatíveis com o acessório os jogos Resident Evil: Revelations (a ser lançado em 07/02), Metal Gear Solid: Snake Eater 3D (13/03) e Kingdom Hearts 3D: Dream Drop Distance (TBA 2012).
E o 3DS Lite parece cada vez mais necessário. O único problema é onde serão enfiados quatro botões-gatilho num console menor que o atual... Mas fica uma ótima impressão de semelhança entre o 3DS com dois analógicos e o controle-tablet do futuro Wii U. A tão sonhada comunicação entre o portátil e o console de mesa está cada vez mais real.

Enjoy! ☺
Ir ao Topo